sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Reurbex

O que é Reurbex?
A reurbex, ou reurbanização extrafísica, é a mudança para melhor dos ambientes e comunidades extrafísicas doentias, anticosmoeticamente degradados, patrocinada pelos Serenões, com a finalidade de higienizar o holopensene intrafísico das áreas das Socins sobre as quais exercem influência antievolutiva e deletéria para a Humanidade.

Sinonímia. Arrastadura ambiental; arrastão no hiperespaço; cenografia cósmica; erradicação das geenas; metamorfose paratroposférica; mudança de cenários dimensionais; mudancismo parageográfico; mutação coletiva; plástica reparadora coletiva; reciclagem ambiental extrafísica; parareurbanização; Paratransfiguração ambiental; reciclagem grupal; reciclagem parageográfica; reorganização pancontinental.

Desde quando existe a reurbex?
As reurbanizações extrafísicas sempre foram executadas no planeta Terra desde o período da Antiguidade, mas de natureza parapaliativa, amadora, rudimentar, esporádica, e circunscrita, sem erradicar ou curar os focos anticosmoéticos ou enquistamentos parapatológicos extremamente arraigados de modo mais definitivo. O século XX marca o início das reurbexes substanciais neste planeta.

O que ocorre de bom na reurbex?
Ela muda para melhor os ambientes e comunidades extrafísicas, higienizando, e melhorando o conjunto de energias conscienciais doentias geradas pelas consciências mais patológicas, com isso o ambiente intrafísico também melhora, devido à limpeza das cargas de excrescências mentais no decurso dos milênios da História Humana.

Como eram chamados estes ambientes e comunidades extrafísicas patológicas no decorrer da história?
Tais quistos parapatológicos sempre foram chamados nas mitologias, nos folclores doentios, nos misticismos populares e nos idiotismos culturais por vários nomes, por exemplo estes 10, listados em ordem alfabética:
01.  Aqueronte: o rio-limite dentre os mitos do reino dos mortos.
02.  Averno: a entrada mítica para o reino dos Infernos.
03.  Fogo eterno: os pseudo-suplícios intermináveis do fogo no inferno.
04.  Geenas: o local infernal mítico dos pseudo-suplícios eternos do fogo.
05.  Hades: o Inferno propriamente dito no universo dos folclores multiseculares.
06.  Região infernal: o ambientex específico das parapatologias magnas.
07.  Reino das Trevas: o reino mítico das purgações ou castigos infernais.
08.  Tártaro: o lugar mítico subjacente, a soleira do mais profundo.
09.  Umbrais: o mundo das trevas extrafísicas, o megamelexarium.

Tais expressões representam o materpensene (idéia básica de determinada coisa, teoria, idéia, grupo ou consciência), do desvario e da loucura dentro do holopensene extrafísico coletivamente doentio.

E qual foi o motivo que gerou a reurbex mais séria?
Segundo os eventos extrafísicos das comunidades extrafísicas evoluídas, foi dado início às reurbanizações, mais definitivas, com erradicação dos quistos patológicos graves e mais antigos  - os guetos extrafísicos sombrios ou os Infernões, lotados pelos protagonistas das megamelex – promovidas por Serenões, em função da acumulação das consciexes parapsicóticas e energívoras, vítimas das guerras e erráticas na Paratroposfera da Terra. O aumento das parapopulações troposféricas, depois da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), confirma este fato.

Quais os objetivos da Reurbex?
Os objetivos das reurbanizações extrafísicas podem ser classificadas a partir de 3 providências reciclantes, evolutivas, principais:
1.      Individual. Promover a reciclagem individual, consciex a consciex, dos componentes das multidões de conseneres, abordadas individualmente, e compondo a parapopulação paratroposférica do planeta, neste caso, a Megaescola, a Terra. Aí surgem as consciexes reurbanizadas.
2.      Extrafísica. Promover a reciclagem coletiva ou reurbanização das comunidades extrafísicas paratroposféricas. As transmigrações extrafísicas interplanetárias e as ressomas em massa na Terra sempre ocorreram em número menor.
3.      Intrafísica. Promover a reciclagem ou reurbanização das comunidades intrafísicas ou humanas, assediadas pelas comunidades extrafísicas paratroposféricas, as causas dos problemas, por exemplo, das superpopulações e das superlotações, nesta dimensão humana, de resto, geradoras das crises de crescimento nas Socins.

Resumindo, é melhorar a dimensão paratroposférica a fim de possibilitar a melhoria desta dimensão humana e a reciclagem das consciexes energívoras, contribuindo, assim, para a reciclagem das conscins e a instalação de novo padrão de convívio grupal no planeta.

Para qual objetivo serve a reurbex?
Preparar este planeta e respectivos habitantes para receber, com decência cosmoética maior, as consciências lúcidas das mais diversas procedências, mas principalmente, antes disso, as consréus ressomantes.

Que efeitos benéficos a reurbanização extrafísica tem sobre a dimensão intrafísica?
As reurbanizações extrafísicas, tendem pouco a pouco, como conseqüências, promover as reciclagens positivas na Socin. Tais efeitos atuam a favor dos projetos das agendas nacionais dos países, por exemplo, estes 20 itens fundamentais para a viabilização do crescimento econômico da Socin e do bem-estar dos cidadão, aqui dispostos na ordem alfabética:
01.  Agricultura. Novas tecnologias, supersafras.
02.  Ciência e Tecnologia. Ergonomia; Astronáutica; neofília; idéias originais.
03.  Comércio exterior. Globalização; universalismo.
04.  Direito Trabalhista.
05.  Direito Tributário.
06.  Ecologia ou ambiente.
07.  Educação pública. Tares a maior, tares a menor.
08.  Jurisprudência.
09.  Logística do governo.
10.  Política agrária.
11.  Política da habitação. Proxêmica; Arquitetura; Urbanismo.
12.  Política energética.
13.  Política do governo. Lideranças mais sadias.
14.  Política industrial.
15.  Previdência social: Assistenciologia especializada; gerontofilia ampliada.
16.  Saneamento básico.
17.  Saúde pública.
18.  Segurança pública.
19.  Telecomunicações. Eficácia informacional.
20.  Transporte urbano.

Quem, fundamentalmente, promove a reurbex?
Os Serenões, o Serenão é uma consciência que se encontra no ápice da nossa atual etapa evolutiva e representa o grau máximo de evolução que podemos atingir na dimensão intrafísica no planeta Terra. Por conseguinte, o Serenão encontra-se em suas últimas, ou em sua última encarnação.

Qual a estrutura embasando a reurbex?
A reurbanização ambiental, ou seja: a organização, melhoria e limpeza dos ambientes extrafísicos patológicos.

Onde é desenvolvida a reurbex?
Nos ambientes e comunidades extrafísicas doentias e cosmoeticamente degradas.
  
Com quais processos assistenciais se compara a reurbex?
À superfaxina com bases na tacon e na tares.

Por qual razão se desenvolve, hoje, a reurbex?
Devido a necessidade da reciclagem dinâmica dos ambientes e das consciências, objetivando a evolução de todos. A piora avassaladora da dimensão paratroposférica chegou a nível tal de perturbação das conscins na Terra sendo, hoje, mais impositivo e cosmoético, realizar as reurbexes também de modo mais intenso e abrangente.

Com quais elementos se executa a reurbex?
Com muita energia consciencial e ajuda de várias equipes de amparadores extrafísicos, consciexes extraterrestres especialistas no assunto, conscins e consciexes assistenciais, afinizadas com o propósito da tarefa e com as consciências necessistadas.

Como a reurbex é desenvolvida?
Através do deslocamento compulsório das consciexes enfermas dos ambientes extrafísicos patológicos e da recuperação gradual dos mesmos.

Quanto se deve investir na reurbex?
O máximo da competência individual, de modo a manter-se qual minipeça autoconsciente do maximecanismo assistencial, interdimensional, trabalhando sempre junto aos amparadores extrafísicos.

O que difere a urbanização da reurbanização?
A urbanística reurbaniza as favelas nas megacidades. A parareurbanística reurbaniza as parafavelas – os ambientes extrafísicos degradados – na paratroposfera terrestre.

Quais os efeitos da reurbex?
As decorrências advindas da mudança de dimensão das consciexes sem ressomarem na Terra há séculos.

Onde se dão os maiores efeitos da reurbex?
Na dimensão intrafísica onde ficam mais evidentes para as conscins.

Quando se evidenciaram os efeitos da reurbex?
A partir da explosão demográfica na Terra, na segunda metade do Século XX.

Por qual razão surgem os efeitos da reurbex?
Em função notadamente da organização administrativa, social e consciencial, terrestre, não-preparada e nem planejada para receber o aumento paroxístico da população humana.

Quais elementos geram os efeitos da reurbex?
Excessos de conscins nas Socins e carência de recursos de sobrevivência disponíveis para atende-las.

Como os efeitos da reurbex ocorrem?
Através das superlotações de pessoas, aumento dos casos de anticosmoética e da intensificação de adversidades ou atrocidades, tais como: acidentes, dessomas drásticas, homicídios, suicídios, atos anticosmoéticos em geral e outras violações aos direitos humanos, na mais diversas faixas etárias da população.

Qual é o objetivo dos efeitos da reurbex?
Gerar nova ordem através de aparente caos inicial, inevitável, ao modo de pré-requisito.

Para quais objetivos servem os efeitos da reurbex?
Para dinamizar a evolução de todas as consciências estagnadas, ao modo de megareciclagem coletiva ao mesmo tempo da parapopulação e população terrestres.

Quanto se deve investir no esclarecimento sobre os efeitos da reurbex?
O máximo quanto aos efeitos positivos, pois a conscin informada tem possibilidades de se posicionar com lucidez maior perante este contexto e adotar postura mais otimista, assistencial e produtiva, através da compreensão, da disponibilidade pessoal e participação em grupo.

Que conclusões podemos tirar da reurbex?
Pelo conjunto das providências intra e extrafísicas referidas, torna-se fácil concluir: a reurbex é a extirpação do megatumor ainda localizado na paratroposfera do planeta, ameaçando cada vez mais criar raízes ou metástases à distância, exigindo pronta cirurgia, sem permitir maiores protelações.

Bibliografia: Homo Sapiens Reurbanisatus pag. 244 a 248, 1118, 1119.

Nenhum comentário:

Postar um comentário